• CMOS

ANARQUISTAS EM SOROCABA


Em janeiro de 1888 o jornal Diário de Sorocaba diz que a abolição da escravidão, ocorrida na cidade em 25 de dezembro de 1887, fora sem abalos ou desorganização do trabalho.[1] Isso porque desde o início da década de 1880 os políticos sorocabanos, sobretudo o deputado A. J. Ferreira Braga, procuravam incentivar e facilitar a entrada de imigrantes através de leis e outras manobras.

Desse modo, e atraídos pela indústria sorocabana, uma considerável leva de imigrantes aportará em Sorocaba no final do século XIX. Os espanhóis teriam chegado por volta de 1895 e os italianos estavam em Sorocaba a pelo menos dez anos antes. Em 1885 e 1886, para se ter uma idéia, existiam na cidade duas Sociedades italianas: a Societá Operáia Italiana Umberto I (1885) e a Societá Italiana de Mutuo Soccorso i Beneficenza (1886).